terça-feira, 28 de agosto de 2012

Esclarencendo uma dúvida

Participação dos colegas casacaminhenses no esclarecimento de uma dúvida sobre as palavras de Jesus:

O que o Evangelho diz:

Bem-aventurados os aflitos. Justiça das aflições

Bem-aventurados os que choram, pois que serão consolados. — Bem-aventurados os famintos e os sequiosos de justiça, pois que serão saciados. — Bem-aventurados os que sofrem perseguição pela justiça, pois que é deles o reino dos céus. (S. MATEUS, cap. V, vv. 5, 6 e 10.)

Bem-aventurados vós que sois pobres, porque vosso é o reino dos céus. — Bem-aventurados vós, que agora tendes fome, porque sereis saciados. — Ditosos sois, vós que agora chorais, porque rireis. (S. LUCAS, cap. VI, vv. 20 e 21.) 
Mas, ai de vós, ricos que tendes no mundo a vossa consolação. — Ai de vós que estais saciados, porque tereis fome. Ai de vós que agora rides, porque sereis constrangidos a gemer e a chorar. (S. LUCAS, cap. VI, vv. 24 e 25.)
Somente na vida futura podem efetivar-se as compensações que Jesus promete aos aflitos da Terra. Sem a certeza do futuro, estas máximas seriam um contra-senso; mais ainda: seriam um engodo. Mesmo com essa certeza, dificilmente se compreende a conveniência de sofrer para ser feliz. É, dizem, para se ter maior mérito. Mas, então, pergunta-se: por que sofrem uns mais do que outros? Por que nascem uns na miséria e outros na opulência, sem coisa alguma haverem feito que justifique essas posições? Por que uns nada conseguem, ao passo que a outros tudo parece sorrir? Todavia, o que ainda menos se compreende é que os bens e os males sejam tão desigualmente repartidos entre o vício e a virtude; e que os homens virtuosos sofram, ao lado dos maus que prosperam. A fé no futuro pode consolar e infundir paciência, mas não explica essas anomalias, que parecem desmentir a justiça de Deus. Entretanto, desde que admita a existência de Deus, ninguém o pode conceber sem o infinito das perfeições. Ele necessariamente tem todo o poder, toda a justiça, toda a bondade, sem o que não seria Deus. Se é soberanamente bom e justo, não pode agir caprichosamente, nem com parcialidade. Logo, as vicissitudes da vida derivam de uma causa e, pois que Deus é justo, justa há de ser essa causa. Isso o de que cada um deve bem compenetrar-se. Por meio dos ensinos de Jesus, Deus pôs os homens na direção dessa causa, e hoje, julgando-os suficientemente maduros para compreendê-la, lhes revela completamente a aludida causa, por meio do Espiritismo, isto é, pela palavra dos Espíritos.

(Fonte: O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. V, itens 1 a 3.)

A dúvida: 

Se tudo está relacionado à vibração, recebemos da vida de acordo com a vibração que emitimos, por que o Evangelho assegura só haver justiça fora desse mundo, assegurando, nesse sentido, que bem aventurados são os que choram...?

As respostas:

"Wagner Berbert: 

Amiga quando Jesus fala em Bem Aventurados, Ele dizia: " Felizes os que ........", Por que Felizes? As bem-aventuranças é um termo técnico para indicar uma forma literária de ministrar conhecimentos. Pode-se dizer que é uma declaração de bênção em virtude duma boa sorte.

Deus nos impõe as provas que são meio de progresso para os espíritos. As dores são uma conseqüência. Do nosso estado de imperfeição diante dessas provas. Deus não nos impõe a dor, ao contrário, espera que nós encontremos o caminho para a felicidade que segundo sabemos pela Doutrina Espírita está na prática de suas leis. "O homem sofre quando se afasta das Leis de Deus".
Embora possamos sentir dor e não sofrer, os termos são, na maioria das vezes, interpretados como sinônimos. Mas quais são os tipos de dor que, de acordo com a Doutrina Espírita, o ser humano está sujeito?
DOR-EXPIAÇÃO
Essa dor refere-se à conseqüência de uma ação passada. Dada a nossa ignorância, nos desregramos em relação às Leis de Deus e criamos o que os orientais falam de um carma, que deve ser purgado para a nossa felicidade e a nossa harmonia interior
DOR-EVOLUÇÃO
Enquanto na dor-expiação somos obrigados a sofrer porque merecemos, ou seja, porque cometemos deslize com relação à Lei Natural, nesta ocorre o contrário: sofremos porque temos o anelo da perfeição, a purificação de nossa alma. . O Espírito que atingiu esta fase está num nível de evolução bem superior ao que sofre por um "castigo". Por isso, não é muito correto dizer que a Reencarnação é uma punição. Ela é também motivo de evolução.
DOR-AUXÍLIO
Esta dor já é mais voltada para o sentido corretivo, pois os nossos desequilíbrios são tantos que muitas vezes precisamos ficar num leito de dor por anos e anos meditando em nossa situação. Quem visitar pessoas internadas em Casas de Recuperação pode notar as feições de cada um nesta situação. (Xavier, 1976, p. 261 e 262).
Assim ao afirmar que somos Bem Aventurados, ele nos garantia que após esses sofrimentos descritos nas Bem Aventuranças, nós seríamos premiados com uma sorte melhor, com uma vida melhor.
Biografia
KARDEC, A. O Evangelho Segundo o Espiritismo. 39. ed. São Paulo: IDE, 1984.
MACKENZIE, J. L. (S. J.). Dicionário Bíblico. São Paulo: Paulinas, 1984.


XAVIER, F. C. Ação e Reação, pelo Espírito André Luiz. 5. ed., Rio de Janeiro, FEB, 1976."

"Michel Fernandes: Essa parte do evangelho, se não me engano não fala especificamente apenas dos que sofrem,porque todos sofrem.E sim o saber sofrer."

"José Augusto Vieira: Recebemos da vida as vibrações que emitimos sim, pois elas são de nossa exclusiva responsabilidade. Tudo está no pensamento. São nossas atitudes, desvios, conduta e tudo o que se relaciona ao descumprimento das leis divinas, advindo daí nossas aflições. Agora, como sofrer é que difere do sofrer. Como sofrer é ser resignado e ter fé no futuro. É ter a consciência de que tudo pelo que passamos nesta existência, são necessários à nossa evolução, tendo como prêmio a consolação prometida por Jesus."

A conclusão:

"Kenia Lima: Dúvida sanada. Na verdade é incrível, mas a dor ou o sofriimento são também coisas boas, presentes dados a nós para que nos sintonizemos à evolução espiritual, por isso bem aventurados os que choram e etc, porque todos (mesmo) serão salvos. Jesus só quis dizer que nenhum está excluído da Lei de Deus, que é a Lei do Amor, da Alegria, do Progresso, da Satisfação e da Felicidade! :)"


Nenhum comentário:

Postar um comentário